terça-feira, 10 de agosto de 2010

Potes de Sorvete!!

Quem disse que a gente tem que jogar os potes de sorvetes depois que acabam?!!! Agora dá pra fazer lindos potes ou cestinhas!!! Use a sua imaginação!!!
















Exercíio para começar bem o dia!! hehe

Vamos nos exercitar com a Bárbie depois de ser atropelada!!! hehehe.....cômico!!! Quem disse que eu não faço exercícios!!! Ta vendo Pri!!! hehehe



video

Duas Mulheres com TPM...

Olha o que a TPM faz com as mulheres!!! hehehehehe




video

Prisão Feminina!!!

PRISÃO FEMININA????????Mulherada, isso não por favor!!! Vamos lutar por nossos direitos!!!hehehehehehe



video

Cuidados com a saúde íntima!!


- Use sabonete neutro ou produtos apropriados para a higiene da região genital.
Evite os sabonetes comuns e os que contêm cremes hidratantes. Esses são ótimos para a pele, mas péssimos para a vagina.
Pode-se ter dois sabonetes, um para as mucosas, outro para o resto do corpo.

- Evite desodorantes íntimos e produtos como talcos e perfumes.
- Evite excessos, como lavagens exageradas na região genital, que podem retirar a proteção natural da vagina.
- Use roupas leves, que não comprimam a região genital.
- Evite o uso excessivo de tecidos sintéticos e jeans.
- Dê preferência a calcinhas de algodão em relação às de tecidos sintéticos, como a lycra.
- Lave as calcinhas com sabão de coco ou sabonete neutro. Não use amaciante nem água sanitária nas peças. Do contrário, é preciso se certificar de que não restaram resíduos dos produtos no tecido.
- Seque a roupa íntima em locais secos e arejados, de preferência expostas ao sol. Não deixe as calcinhas secarem em banheiros e outros locais abafados.
- Não passe muito tempo com biquínis molhados.
- A depilação deve ser feita de forma cautelosa. É preciso observar as condições de higiene do local que oferece o serviço e se certificar de que a cera é descartável. Antes e após o procedimento, deve ser feita a limpeza da área para evitar a contaminação por germes.
- Durante a menstruação, troque o absorvente quantas vezes forem necessárias, dependendo do fluxo, e com um mínimo de três vezes. A cada troca, fazer a higiene local.
- O uso de absorventes diários não é recomendado. Eles impermeabilizam e impedem a transpiração da região genital, favorecendo a instalação de fungos e bactérias.
- Absorventes internos podem ser usados, desde que trocados com regularidade.
- Evite papel higiênico colorido ou perfumado. Eles podem agredir a mucosa.
- Jamais use duchas vaginais sem prescrição médica.
- Não use o chuveirinho do vaso sanitário para lavar a vagina internamente. A água remove as bactérias e torna a área mais suscetível a infecções.
- A mulher possui lubrificação natural. Procedimentos que deixam a área genital ressecada podem levar a pequenas rachaduras que são fonte de infecção.
- O lubrificante íntimo pode ser boa alternativa para manter a lubrificação da mulher durante a relação sexual.
- Procure sempre um médico aos primeiros sintomas atípicos e nunca faça a automedicação.
- Procure um médico regularmente, de seis em seis meses a um ano, para realizar os exames ginecológicos.
Atenção: a prevenção é o conjunto de todos os procedimentos durante a consulta, incluindo a conversa com o ginecologista. Não apenas o exame citológico ou das mamas.
- Para quem se sente à vontade, dormir sem calcinha é uma boa oportunidade para a pele da região genital respirar.

Fonte: Os ginecologistas Frederico Perboyre, Sérgio dos Passos Ramos, Edson Lucena, Fernando Aguiar, Sílvia Bonfim

Cólica Menstrual!!


A cólica menstrual é o sintoma normal que acompanha a menstruação. Também é chamada de dismenorreia e afeta 50% das mulheres em idade fértil.
Juntamente à
tensão pré-menstrual, é uma das principais queixas das mulheres, responsável por perda de dias inteiros de estudo ou trabalho.



Ao contrário do que se pensava antigamente, a cólica menstrual tem tratamentos muito eficazes que melhoram muito a qualidade de vida da mulher nesses dias.


Sintomas da cólica menstrual


O principal sintoma é a dor no baixo ventre ou na barriga, e em algumas mulheres a dor parece vir das costas para a frente. É uma dor em cólica, ou seja vai e volta.
Costuma aparecer algumas horas antes ou junto com a menstruação.
Geralmente toda a região do abdômen fica dolorida e pode ser acompanhada de sintomas gerais como:


1. enjoos;

2. diarreia;

3. vômitos;

4. cansaço;

5. dor de cabeça;

6. nervosismo;

7. vertigem e até mesmo desmaios.

Câncer de mama!!! coisa séria!!!

Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer, o câncer de mama é provavelmente o mais temido pelas mulheres, devido à sua alta frequência e, sobretudo, pelos seus efeitos psicológicos, que afetam a percepção da sexualidade e a própria imagem pessoal. Ele é relativamente raro antes dos 35 anos de idade, mas acima dessa faixa etária sua incidência cresce rápida e progressivamente.


No Brasil, o câncer de mama é o que mais causa mortes entre as mulheres. As estatísticas indicam o aumento de sua frequência tanto nos países desenvolvidos quanto nos países em desenvolvimento. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), nas décadas de 1960 e 1970 registrou-se um aumento de 10 vezes nas taxas de incidência ajustadas por idade nos Registros de Câncer de Base Populacional de diversos continentes.
Como não existe maneira de prevenir o câncer de mama, o ideal para cada mulher é o diagnóstico precoce. Quanto mais cedo o câncer for diagnosticado, maior a chance de cura com um mínimo de sequelas.
Dentro da estratégia da detecção precoce do câncer de mama, os passos mais importantes são:

1. Exame clínico das mamas realizado anualmente, para as todas as mulheres.


2. Mamografia para mulheres acima de 40 anos.


3. Exame clínico das mamas e mamografia anual, a partir dos 35 anos, para as mulheres pertencentes a grupos populacionais com risco elevado de desenvolver câncer de mama. São consideradas mulheres de risco elevado aquelas com: um ou mais parentes de primeiro grau (mãe, irmã ou filha) com câncer de mama antes dos 50 anos; um ou mais parentes de primeiro grau com câncer de mama bilateral ou câncer de ovário; história familiar de câncer de mama masculina; lesão mamária proliferativa com atipia comprovada em biópsia. Considerar sempre a avaliação e as indicações médicas para cada caso específico.


Brigadeiro!!!

Quem é que, num momento extremo de carência afetiva ou durante uma TPM daquelas, não correu até o fogão para fazer uma receitinha de brigadeiro? O doce, um dos mais populares e deliciosos do Brasil, deu água na boca? Então experimente as receitinhas e, nem pense em contar as calorias!

Brigadeiro Tradicional

(rende 30 brigadeiros)

INGREDIENTES

•1 lata de leite condensado

•4 colheres (sopa) de chocolate em pó (ou 8 colheres de raspas do seu chocolate favorito)

•1 colher (sopa) de manteiga extra sem sal •Raspas de chocolate para confeitar

MODO DE FAZER

Abra a lata de leite condensado e despeje na panela. Acrescente o chocolate em pó (ou as raspas de chocolate), misture bem, junte a manteiga e leve ao fogo baixo, mexendo sempre até que a massa desgrude do fundo da panela. Quando estiver no ponto, retire da panela e transfira para um recipiente de louça untado com manteiga. Deixe esfriar, molde as bolinhas, passe-as em raspas de chocolate ao leite ou meio-amargo e acomode-as nas clássicas forminhas de papel plissado.


Bolo Brigadeiro



INGREDIENTES

•2 xícaras (chá) de farinha de trigo
•2 xícaras (chá) de açúcar
•1 xícara (chá) de chocolate em pó
•1 colher (sopa) de fermento em pó
•1 pitada de sal
•3 ovos
•1 xícara (chá) de manteiga sem sal
•1 xícara (chá) de água fervente

INGREDIENTES DA COBERTURA

•2 receitas de brigadeiro (preparadas conforme as instruções da receita anterior)
•Raspas de chocolate (para confeitar)
•1 lata de creme de leite

MODO DE FAZER

Em uma vasilha grande, de metal ou louça, coloque os ingredientes secos do bolo: a farinha de trigo, o açúcar, o chocolate em pó, o fermento em pó e o sal. Faça um buraco no meio e junte os ingredientes líquidos (ou quase): os ovos, a manteiga derretida e a água. Bata imediatamente na batedeira (para não cozinhar os ovos) até a massa ficar bem homogênea (aproximadamente 5 minutos, na velocidade máxima). Despeje-a em uma forma untada com manteiga e enfarinhada, assando em forno médio (180 graus), preaquecido, por 35 minutos ou até que o bolo esteja assado. Teste com o palito. Prepare a cobertura: faça o brigadeiro e, quando estiver no ponto, acrescente a lata de creme de leite e continue mexendo por mais 5 minutos. Apague o fogo. Corte a massa do bolo ao meio, no sentido horizontal, recheie e cubra com o brigadeiro morno e decore com as raspas de chocolate

Você é vitoriosa ou vitorioso!!!!

Comece seu dia sabendo que desde a sua fecundação você era uma mulher muuuito esperta, inteligente e ousada!!!! assista esse filminho e se identifique com ele......hehe...muito bom!!!! Sou vitoriosa!!!


video